A importância do feedback – Acelera
logo

Select Sidearea

Populate the sidearea with useful widgets. It’s simple to add images, categories, latest post, social media icon links, tag clouds, and more.
hello@youremail.com
+1234567890

A importância do feedback

A importância do feedback

Feedback é um termo muito utilizado quando nos referimos ao âmbito empresarial, porém ele não está relacionado apenas às organizações, mas sim as relações interpessoais. Trata-se de uma ferramenta que pode ser utilizada tanto nas relações pessoais como  profissionais.

 

 

Mas afinal, o que é feedback?

 

 

Feedback é a ação de fornecer informações a uma pessoa a respeito de algo realizado por ela, seu objetivo é enaltecer o que foi feito de positivos e ajudar o indivíduo e aprimorar os pontos que podem ser melhorados. O resultado dessa ação é contribuir para a evolução do sujeito ou processo.

 

 

Dentro de uma organização, o feedback é essencial para o desenvolvimento de uma equipe de alta performance, já que ele auxilia no desempenho dos colaboradores e no alinhamento do time. O feedback pode aumentar a produtividade dos membros, garantir sua satisfação enquanto parte do time e influenciar no seu desenvolvimento pessoal.

 

 

É importante ressaltar que o feedback não é uma opinião verídica a respeito do indivíduo, trata-se de um ponto de vista de terceiros a relativo a um determinado posicionamento.

 

 

Para que o feedback cumpra com seu objetivo é necessário que quem receba possa analisar o que foi dito, sem a necessidade de argumentar ou rebater.

 

 

Para entender o impacto que o feedback tem na vida de um indivíduo, é importante conhecer cada tipo e a forma como ele deve ser dado. Porém independente de qual seja o tipo é válido salientar que ele é importante para a organização e para o time pois indica os pontos fortes e os que precisam ser desenvolvidos.

 

 

São três os tipos de feedbacks, positivo, construtivo e negativo, porém dentre esses o negativo, não é indicado. Mas adiante vamos explicar o por quê.

 

 

Feedback positivo: é o mais desejado pelo sujeito, pois ele reconhece os pontos positivos. Deve ser dado quando se deseja que aquela atividade ou comportamento seja repetido. O positivo é capaz de engajar e motivar aquele indivíduo, tornando-o mais produtivo e eficiente.

 

 

No feedback construtivo se pontua um posicionamento ou uma atividade que não cumpriu com o objetivo desejado e em seguida traça-se planos de ação para que possa ser corrigido. Quando se dá um feedback construtivo, a pessoa que dá demonstra preocupação e interesse em ajudar, o que motiva o receptor a buscar a melhoria.

 

 

Mesmo não sendo tão atraente para quem recebe, esse tipo de feedback é de extrema importância, pois ajuda o indivíduo a se desenvolver, e a melhorar determinados pontos, vistos como importantes.

 

 

Outro tipo de feedback é o negativo, porém esse não é indicado que ocorra, pois ele não tem nenhum ganho para quem recebe. Nele o objetivo é informar ao indivíduo aquilo que precisa melhorar, porém aponta como algo inadequado, e além disso não se traça planos de ação com o objetivo de buscar a melhoria.

 

 

Alguns pontos de atenção na hora de se dar um feedback são: seja direto, é importante que fique claro para o receptor o que precisa ser melhorado ou o que está sendo reconhecido, mencione quando e como aconteceu. Além disso opte que esses momentos ocorram pessoalmente, evite meios que tornem esse contato impessoal. Outro ponto importante é para feedbacks positivos o mais indicado é que eles ocorram na frente de outras pessoas, no caso de uma organização, na frente do seu time, pois se trata de um reconhecimento, além de ser bom para quem recebe, serve também de motivação para os demais ouvintes. Em contrapartida, o feedback construtivo é ideal que ocorra de forma individual, para não envergonhar ou constranger quem recebe, além disso facilita a conversa e as sugestões de planos de ação.

 

 

É importante ressaltar que, independente se o feedback seja positivo ou construtivo, ele tem uma importância significativa para quem recebe, e seu objetivo final é tornar o indivíduo alguém ainda melhor, seja pessoalmente ou profissionalmente. A quem dar a dica é, seja empático, se coloque no lugar de quem recebe, pense no que será falado e analise se aquele discurso vai atingir o resultado esperado, seja reconhecer ou desenvolver. Não deixe que os feedbacks tornem-se raros, crie o hábito de dar feedbacks.

 

 

E por fim, dê feedbacks, seja a sua família, amigos ou para o seu time, assim você poderá ver os benefícios que tem a cultura de feedback.

Bárbara Oliveira
Bárbara Oliveira
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website